CISA estuda grávidas drepanocíticas na MLP
Zoom

O CISA está a desenvolver um estudo com mulheres grávidas drepanocíticas acompanhadas na Maternidade Lucrécia Paim que tem como objectivo determinar os desfechos da gravidez e contribuir para a redução da morbilidade e mortalidade associada à anemia das células falciformes. 

 

O estudo denominado “Vigilância de grávidas drepanocíticas. Prevenção de Acidentes Vasculares Cerebrais em Angola” tem a duração de um ano e pretende determinar as complicações em grávidas com anemia das células falciformes seguidas na Maternidade Lucrécia Paim, em especial aquelas que podem levar à mortalidade materna.

 

Para tal está a ser utilizado um ecodoppler transcraniano para a detecção precoce de pacientes em risco de acidente vascular cerebral, já que a gravidez em mulheres com anemia das células falciformes está associada a um risco de eclâmpsia, pré-eclâmpsia, mortalidade materna e acidente vascular cerebral. 

 

O doppler transcraniano é um previsor bem estabelecido de sintomas cerebrovasculares. Apesar dos valores de referência dos parâmetros do doppler estarem definidos para crianças com anemia das células falciformes e serem rotineiramente utilizados, não existem dados específicos sobre grávidas. O estudo de fatores de risco associados aos desfechos adversos é de extrema importância para definir standards de acompanhamento reduzindo assim a morbilidade e a mortalidade para a mãe e para o bebé.

 

 
 
© 2022 CISA
Email
info@cisacaxito.org